Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Perfil do Egresso

Print Friendly, PDF & Email

Com a preocupação em formar um professor de matemática com o perfil necessário a atuar na educação básica, no ensino de matemática para séries do 6º ao 9º ano do ensino fundamental, na Educação de Jovens e Adultos e no ensino médio, o curso de Licenciatura em Matemática do Parfor/Unifesspa, em consonância com as diretrizes curriculares nacionais, parecer CNE/CES 1.302/2001, bem como a Portaria Inep nº 261/2014, art. 5º, que norteou a elaboração da prova do Enade 2014, no componente específico da área de matemática, visa a desenvolver no seu 11 egresso um perfil com as seguintes características:

I - atua pautado em um corpo de conhecimentos rigoroso e formal, com raciocínio lógico e capacidade de abstração, tanto em contextos interdisciplinares, como também em contextos transdisciplinares;

II - é capaz de identificar e solucionar problemas de forma prática e eficiente, valorizando a criatividade e a diversidade na elaboração de hipóteses, de proposições e na solução de problemas;

III - busca o contínuo aperfeiçoamento e atualização e é capaz de utilizar os recursos de informática em sua atuação;

IV - busca identificar concepções, valores e atitudes em relação à Matemática e seu ensino, visando à atuação crítica no desempenho profissional, analisando criticamente a contribuição do conhecimento matemático na formação de indivíduos e no exercício da cidadania.

4.4.Competências e habilidades

O curso preocupa-se com a formação de um professor que tenha competência e habilidades para atuar de maneira atender às demandas atuais do ensino de matemática na educação básica. Dessa forma, seguindo as diretrizes curriculares nacionais, parecer CNE/CES 1.302/2001, aprovado em 06/11/2001, busca desenvolver as seguintes competências e habilidades:

a) Expressar-se escrita e oralidade com clareza e precisão;

b) Trabalhar em equipes multidisciplinares;

c) Compreender, criticar e utilizar novas ideias e tecnologias para a resolução de problemas;

d) Ter capacidade de aprendizagem continuada, sendo sua pratica profissional também fonte de produção de conhecimento; e) Identificar, formular e resolver problemas na sua área de aplicação;

f) Utilizar rigor lógico-científico na análise de situações problemas;

g) Estabelecer relações entre a matemática e outras do conhecimento;

h) Ter conhecimentos de questões contemporâneas;

i) Adquirir educação abrangente necessária ao entendimento do impacto das soluções encontradas num contexto global e social; j) Participar de programas de formação continuada;

k) Realizar estudos de pós-graduação; 

l) Trabalhar na interface da matemática com outros campos de saber. E, ainda, no que se refere às competências e habilidades próprias do educador matemático, o licenciado em matemática deverá ter as capacidades de:

a) Elaborar propostas de ensino-aprendizagem de matemática para a educação básica;

b) Analisar, selecionar e produzir materiais didáticos;

c) Analisar criticamente propostas curriculares de matemática para a educação básica;

d) Desenvolver estratégias de ensino que favorecem a criatividade, a autonomia e a flexibilidade do pensamento matemático dos educandos, buscando trabalhar com mais ênfase nos conceitos do que nas técnicas, fórmulas e algoritmos; e) Perceber a prática docente de matemática como um processo dinâmico, carregado de incertezas e conflitos, um espaço de criação e reflexão, onde novos conhecimentos são gerados e modificados continuamente;

f) Contribuir para a elaboração de projetos coletivos dentro da escola básica.

registrado em:
Fim do conteúdo da página